domingo, 6 de junho de 2010

Eurípedes Barsanulfo


Oração Inicial:

Senhor Jesus, rogamos ao Teu coração amigo que nos envolva neste momento, pacificando nossos espíritos, fortalecendo nossa vontade de servir. Envolva, especialmente, nossa amiga Eneida, que nos falará sobre Eurípedes. Que a Tua paz se faça sentir em nossos corações. Que seja em Teu nome, em nome dos Espíritos amigos que conduzem este trabalho, mas sobretudo em nome de Deus, a realização de mais um momento de estudo e reflexão, em torno da Doutrina Espírita. Que assim seja!



Mas quem é Eurípedes Barsanulfo? Vamos buscar uma afirmativa de Chico Xavier descrita no livro "Eurípedes, o Homem e a Missão": "Escrever sobre a vida de Eurípedes seria quase o mesmo que fazer a biografia de Jesus." Ainda no mesmo livro, temos a revelação de Emmanuel feita a Chico Xavier, dizendo que, nos tempos evangélicos, Eurípedes fora educado por Inácio, pupilo de João, o Evangelista, que se tornara grande propagador da Boa Nova. Adolescente ainda, Eurípedes substituira o benfeitor na pregação na Palestina, onde também manteve contatos com João e fora martirizado. Temos, então, uma pequena amostra da elevação do espírito desta criatura, nascida a primeiro de maio de 1880, na cidade de Sacramento (MG). Desde cedo, na sua infância, Eurípedes já dava sinais de bondade, preocupação com as pessoas necessitadas, se mostrava com uma grande capacidade de aprendizagem. Quando chegou a freqüentar se primeiro colégio, o Colégio Miranda, já trazia as "primeiras letras" do curso intensivo realizado na escola primária do senhor Joaquim Vaz de Melo Júnior. Por isso, no colégio Miranda fora encaminhado à classe adiantada e, em pouco tempo, se dedicava às funções de assistente dos professores. Na fase da sua adolescência, por volta de 1892, Eurípedes cria o Grêmio Dramático Sacramentando, junto com outros amigos, onde faz dali um novo veículo sócio-cultural da cidade.

Um dos fatores que afligia muito a Eurípedes era a doença de sua mãezinha, que com freqüência apresentava crises nervosas. Por este motivo, desde cedo, Eurípedes se interessava pela leitura de livros de medicina, livros de homeopatia, com os quais julgava, futuramente, encontrar a cura para a doença de sua mãe. Isso o leva a criar, em 1897, então com 17 anos, a farmácia homeopática, com que atendia aos necessitados da periferia da cidade que buscassem sua ajuda e orientação.

Importante também salientar que Sacramento, à época do nascimento de Eurípedes, era uma comunidade com pouco mais de dois mil habitantes, onde predominava a crença católica. Como toda comunidade, Eurípedes também fora criado dentro do catolicismo, e participava ativamente dentro das atividades da igreja. Funda, por volta de 1900, a irmandade São Vicente de Paula, onde atua como secretário. Sempre dentro da filosofia de auxiliar os mais necessitados, e, principalmente, sua mãezinha, Eurípedes alimenta o sonho de estudar medicina e, para isso, teria que mudar-se para a cidade do Rio de Janeiro; Sonho esse desfeito no dia em que se preparava para viajar e sua mãezinha apresenta então uma forte crise. Compreendendo, com este fato, que seu afastamento seria prejudicial à saúde dela, desiste definitivamente de se tornar médico. Com isso, então, volta-se para a grande função de educador e professor. Funda então, na cidade de Sacramento, o Liceu Sacramentano, em 1902, instituição que rapidamente se destaca pelo método de ensino.

Devemos destacar também a vida política de Eurípedes, de 1907 a 1912, quando exerceu o cargo de vereador e trouxe para Sacramento melhoras de condição, como água encanada, bonde, luz, e um cemitério público. Mas o interessante de tudo isso, na vida deste missionário é que quando reencarnamos trazemos, cada um de nós, uma cota a realizar no período que aqui estamos e quando chega o momento, se o trabalho tiver realmente que ser realizado, virá de todos os pontos o auxílio necessário para realização daquilo que nos propomos a fazer na Terra. Com Eurípedes não foi diferente. Em 1903, Eurípedes toma contato com a Bíblia, livro este que era proibido sua leitura pela Igreja e Eurípedes o recebe das mãos de Padre Augusto Teodoro Maia. Ao ler o livro, Eurípedes levanta suas primeiras dúvidas com a leitura do sermão do monte e, procurando compreender as consolações prometidas pelo Cristo, busca respostas com o Padre Maia, que não o satisfazem. Nessa época, já havia na cidade de Sacramento, mais precisamente na Fazenda Santa Maria, reuniões de estudos de uma nova doutrina - Seria a doutrina Espírita - que se iniciaram por forças de fenômenos mediúnicos acontecidos na mesma Fazenda. Um dos responsáveis por estas reuniões era o Sr. Mariano da Cunha, o "Tio Sinhô", com quem Eurípedes freqüentemente discutia os diferentes pontos de vista religiosos. Até então, Eurípedes era católico e "Tio Sinhô", espírita. E não podendo responder à todas as indagações de Eurípedes, pois Tio Sinhô era um homem rude do campo, este lhe apresenta um livro que poderia explicar a Eurípedes o que ele não conseguia fazer. Era um exemplar do Livro "Depois da Morte", que Eurípedes devora a leitura em uma noite e confessava-se empolgado com a lógica convincente do autor que é Léon Denis. Desde então, Eurípedes passa também a se interessar pelo estudo da nova doutrina e a participar das sessões mediúnicas na Fazenda de Santa Maria, quando, então, em uma destas, Eurípedes roga mentalmente o esclarecimento para suas dúvidas acerca das bem aventuranças, e que estas pudessem ser esclarecidas pelo Apóstolo João, o Evangelista. Assim, então, esta resposta acontece através de um médium semi-analfabeto, numa linguagem sublime, onde finalmente Eurípedes compreendia, o mais perfeito código de consolações. Lembramos aqui como foi dito inicialmente, a ligação de Eurípedes com o Apóstolo João Evangelista.

A partir de então, Eurípedes desliga-se definitivamente do catolicismo e torna-se Espírita. Sem dúvida alguma, no meio de uma cidade católica, sofre todas as conseqüências da sua escolha. É criticado e abandonado pelos amigos, é obrigado a fechar o Liceu Sacramentano, é muitas vezes mesmo considerado com louco mas, embora abatido pelas lutas, em momento nenhum perde a fé em Deus e mantém-se firme no propósito de servir a todos aqueles necessitados que ali estavam junto a ele. É o próprio Vicente de Paula que vem em comunicação mediúnica lhe orientar que se desligue definitivamente da irmandade São Vicente de Paula e o convida a criar outra instituição, cuja base seria o Cristo, o Diretor espiritual seria ele próprio (Vicente de Paula) e Eurípedes, o Dirigente material. Recebe também uma mensagem de Maria de Nazaré, que lhe orienta não fechar as portas da Escola, e criasse então o Colégio Allan Kardec, onde ensinaria, entre outras tantas matérias escolares, o Evangelho de Jesus. Eurípedes trabalha incansavelmente horas a fio, dia após dia, sem reclamar, sem vacilar e sempre solícito às orientações que as pessoas iam lhe pedir. Enfrentou muitas lutas como homem terreno. Foi ameaçado de morte, sofreu inquéritos policiais, por exercício ilegal da medicina, e em nenhum momento vacilou diante do trabalho que lhe competia realizar aqui na Terra. É claro que também tinha o reconhecimento das pessoas com quem convivia e que também, de alguma forma, lhe auxiliavam nas tarefas; eram seus familiares, seus alunos e os próprios doentes que, ao se curarem com a receita do "Seu Eurípedes" traziam no íntimo o reconhecimento e a gratidão pelo convívio com este Espírito de escol.

Eurípedes desencarna a primeiro de novembro de 1918, na cidade de Sacramento, vítima da gripe espanhola mas, certamente, prossegue seu apostolado no plano espiritual, como vemos em mensagem psicografada por Chico Xavier, em 30/04/1950, quando ele mesmo nos diz: " A nossa marcha continua e, como sempre, irmãos meus, confirmo a promessa de seguir convosco até a suprema vitória espiritual ". Com isto, temos um breve - breve mesmo - resumo do que foi a vida deste missionário. Esperamos que todos que participam hoje da palestra virtual possam continuar conosco estudando um pouco mais sobre a reencarnação, buscando entender os motivos prováveis da nossa encarnação, baseado na vida e no exemplo do nosso querido amigo Eurípedes Barsanulfo.



Maior espaço para cura espiritual

Médium Geraldo Inácio inaugura Centro Eurípedes Barsanulfo com capacidade para 600 pessoas em Deuslândia



“Peço a Deus que dê a todos o necessário para que a luz não fique escondida”, disse o médium Geraldo Inácio da Silva na inauguração do Centro Eurípedes Barsanulfo, em Deuslândia (a 50 km de Goiânia).

Com o novo templo, Geraldo realiza o sonho que teve em 1996 quando recebeu a informação que seria necessário instalações maiores para acolher pessoas de todo o País. A nova sede é integralmente fruto de doação da própria comunidade e dos participantes do centro. Para festejar a data foi realizado um ciclo de palestras e atendimentos espirituais. O encontro foi encerrado com um almoço.

Em forma de pirâmide, a nova sede tem capacidade para abrigar 600 pessoas sentadas no salão principal. O prédio também possui em suas dependência internas salas para consultório clínico, odontológico, psiquiátrico e sala para atendimento espiritual. Na área externa há um refeitório, cozinha e uma casa de apoio para os visitantes que necessitam se hospedar.

Visivelmente emocionado, Geraldo, sempre acompanhado de sua mulher, Gercina Gomes da Silva, disse que o novo templo servirá para atender os corações mais necessitados de cura, de quem realmente precisa de apoio. “Fico feliz em saber que a pessoa queira se sentir bem, estar curada. É importante ter tratamento oriundo dos meios alopáticos e espiritual. E aqui é uma casa de cura”, explica.

VOLUNTário
A procura por paz e tranqüilidade faz com que Sebastião José Sobrinho, morador de Nerópolis, leve semanalmente a família para freqüentar o centro em Deuslândia. Há 13 anos o eletricista é voluntário no centro e diz que se sente bem em ajudar e ser ajudado. “Desde que frequento o centro minha vida caminha para frente. Tudo vai bem com a família e no trabalho”, orgulha-se.

O presidente da Federação Espírita de Goiás, Weimar Muniz de Oliveira, prestigiou a inauguração e fez questão de ressaltar que o Estado tem cerca de 500 entidades filiadas e que a nova sede do Centro Eurípedes Barsanulfo em Deuslândia é um lugar abençoado porque fala do espiritismo cristão renovado, que é baseado na filosofia, ciência e religião. Depois que conheceu as instalações do centro, Weimar até brincou dizendo que a obra está mais “chique que a sede em Goiânia”.

Ele acrescenta que corações caridosos sabem que o mais importante é edificar prédios que ofereçam conforto e não luxo. “É mais uma obra que está à disposição da comunidade, onde se falará de Deus e se ensinará o verdadeiro cristianismo”, destaca.

“A doutrina espírita prega a simplicidade. Hoje posso constatar que Deuslândia cumpre seu papel”, enfatiza a fundadora da Irradiação Espírita de Goiânia, Maria Antonieta Alessandro. Para ela, a nova sede é importante no cenário de Goiás porque o local atende pessoas de diversas regiões do País. Em Deuslândia, assim como outros centros, são transmitidas mensagens sobre amor e esperança. “Agora é reforçar as orações para que os mentores protejam Geraldo e que ele continue a contribuir para o despertar da valorização espiritual no processo evolutivo”, completou.


Deputados conhecem prédio

Além da população local e visitantes de outras cidades goianas, estiveram presentes na inauguração do Centro Eurípedes Barsanulfo os parlamentares Raquel Teixeira e Jovair Arantes. O deputado federal se disse emocionado e afirmou que o trabalho do médium é de fundamental importância porque ajuda a melhorar a vida das pessoas. “Com um Centro maior, mais pessoas serão atendidas, mais luz e palavra de paz terão espaço”, completou Jovair.

Para a deputada federal Raquel Teixeira, o fundador do Centro, Geraldo Inácio, tem a mesma importância que os médiuns Bezerra de Menezes e Chico Xavier. “Esse é um momento de celebrar as conquistas, pois Geraldo sempre se esforçou para atender de forma mais humana todos que necessitam dele. É um momento de festa para o Brasil”, enfatizou Raquel.






4 comentários:

  1. Olá,
    Gostaria de saber como se dá o funcionamento ao público no Centro e qual o telefone para contato.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Tive a grata honra, de conhecer o Sr. Geraldo, pessoalmente em Palmelo. Que Deus o abençoe sempre. Um abraço sincero. Paumenio Viana Araújo

    ResponderExcluir
  3. Tive a grata honra, de conhecer o Sr. Geraldo, pessoalmente em Palmelo. Que Deus o abençoe sempre. Um abraço sincero. Paumenio Viana Araújo

    ResponderExcluir
  4. Por favor gostaria do telefone para saber os dias e horarío de atendimento .sou de Brasília e cadeirante quero ir aí mas preciso saber obrigada ❤😎

    ResponderExcluir